segunda-feira, 23 de Agosto de 2010

Como fazer vinagre com restos de vinho tinto?

Em resposta à pergunta que a Sofia fez aqui, cá vai uma maneira (a minha) de fazer vinagre com restos de vinho tinto.
Cada pessoa tem a sua técnica e "temperos" mas na prática a coisa resume-se, mais ou menos, em fazer com os restos de vinho, que guardo num garrafão de cinco litros, o mesmo que tem acontecido com a relação Sócrates/Passos Coelho, ou seja, dar-tempo-ao-tempo até azedar.

Para a coisa azedar faz-se o mesmo que o Ministério da Educação faz aos professores e que é andar sempre a saltar de sítio-em-sítio. Ora está à sombra em locais frescos ou lhe retiro o "rolhão" (um pedaço de pano que uso para tampar o garrafão, deixando-o respirar mas evitando que a mosquitada penetre e estrague tudo) ou o coloco à "torreira" do sol. Com estas trocas-e-baldrocas o vinho vai avinagrando até ficar no ponto.

Obviamente, dou-lhe sempre o meu toque especial (modéstia é coisa que não há por estes lados), acrescentando três colheres de sopa de açúcar amarelo, duas colheres de sopa de molho de soja e um copo (20/25cl) de vinho do porto, licor beirão ou moscatel. Isto tudo por cada cinco litros, mas cada um é que sabe de si e pode fazer vinagre de autor.

Depois disto é só fazer o mesmo que faz quem está em lista de espera para ser submetido a uma cirúrgica, até que um dia, sem estar à espera, alguém diz que o vinagre está "pronto para a matança". A partir desse dia nunca mais se gasta dinheiro em vinagres manhosos.

Para que percebam o mais importante para que o resultado final seja satisfatório cito o meu Avô. "Vinho que se bebe carrascão e agre também não faz bom vinagre".

3 comentários:

sofia disse...

Montez,

Obrigada pela explicação e pelos paralelos inteligentemente estabelecidos entre o vinagre e as cenas da vida política! belas risadas q eu dei! ;)

cumps
Sofia

Montez disse...

Sempre ao dispor!

Jorge Ramiro disse...

Meu avô bebeu vinho em garrafas gigantes. Lembro-me que ele tinha sua própria garrafa. Há alguns restaurantes em perdizes onde você pode encomendar vinho em garrafas gigantes. É uma boa experiência. É como voltar ao passado. Agora é a moda retro.

Related Posts with Thumbnails