sexta-feira, 18 de maio de 2007

Clepe Poltugalês



É que nem sequer leva rebentos de soja!...
Leva o que havia, ou seja, couve portuguesa, cebola, alho, cenoura, courgete, azeite, sal e Queijo da Ilha ralado (um queijo que vive preocupado).
Espetas tudo isto num Wok bem quente com azeite, à excepção do queijo carrancudo. Bastam 3 minutos e já está.
Divide em partes iguais sobre a massa folhada, acrescenta o queijo aborrecido/coitadinho e faz um charro. Estou a falar a sério! Podes utilizar a saliva para colar a massa que ninguém nota.
Bom, já agora, frita os crepes, escorre em papel e serve com uma salada ou arroz “até logo”.

Esta receita ainda não tem numero.

5 comentários:

sonia disse...

As tuas receitas são simplesmente espectaculares. Sempre que não sei o que fazer para a janta, lá venho eu..Espero que não leves a mal.

Estes crepes já vou tirar a receita para experimentar.

Beijo
Sonia

Cristina disse...

LOL

Está gira a descrição :) Nunca tinha visto uma de clepes tão sucinta e explícita ao mm tempo, é que já está memorizada!

Elvira disse...

Gostei da adaptação lusa! ;-D

belinha disse...

Isto é publicidade gratuita porque se votar na Bruxinha que queria ser selo dos CTT não ganha nada com isso!Mas ela agradece do fundo do caldeirão!

o avental disse...

Ai também aqui a Belinha do fundo do caldeirão selo dos CTT e a publicidade gratuita. É caso para dizer que fico esmagado debaixo da sua omnipresente imagem :(

O que vale é que vim dar uma volta grande por aqui logo de manhã e me ri com o que escrevem. Coisa boa para o fígado, bem melhor que a publicidade de graça, sem graça nem design.

Fiquei freguês habitual (do lugar).

Related Posts with Thumbnails