segunda-feira, 26 de março de 2007

Tasquinhas (Rio Maior)

Decorre desde o dia 23 de Março e até ao próximo dia 1 de Abril, paredes meias entre o Ribatejo a Estremadura, ou seja, em Rio Maior, o certame Tasquinhas 2007.
Uma organização da Autarquia riomariorense, que conta já com duas décadas de existência, esta mostra gastronómica dedica o seu espaço ás associações do concelho no sentido de promover a gastronomia da região.
Esta é uma oportunidade para degustar alguns dos petiscos regionais, tais como: molhinhos, morcela de arroz, bacalhau com batata a murro, coelho á caçador, favas guisadas com entrecosto, fritada com arroz de feijão, cabidela, moelas, tripa assada, pataniscas de bacalhau, sopa de pedra, mas também pratos tão comuns como batata pré-frita.
A doçaria, artesanato, enchidos, queijos e uma amostra do tecido empresarial da zona centro fazem também parte deste evento.

2 comentários:

Elvira disse...

Caros amigos e amigas,

Como devem ter notado, os blogues de culinária em língua portuguesa estão tornando-se um fenómeno de sociedade. Já podemos até falar de uma verdadeira comunidade de blogueiros e blogueiras que partilham interesses comuns pela gastronomia, as boas mesas, o vinho... Em suma a arte de bem viver.

Todos esses factos incentivaram-me a criar o portal Cozinhas do Mundo: http://www.cozinhasdomundo.com/ que se encontra por enquanto em fase de teste.

Nesse portal vão aparecer diariamente todos os links para os posts publicados pelos autores dos blogues de culinária inscritos (cadastrados), permitindo que qualquer pessoa que tenha interesse pelo assunto possa seguir a actualidade dos seus blogues favoritos numa única vista de olhos. Já existem várias comunidades do mesmo tipo noutras línguas, como a Food Porn Watch(http://foodpornwatch.arrr.net/) em inglês e a *Blog Actu* (http://www.blog-appetit.com/web_appetit/food-blog-news.asp) francesa.

Obviamente, só aceitaremos blogues directamente relacionados com gastronomia (receitas, crítica gastronómica, vinho...) escritos principalmente em língua portuguesa.

Além de querer ser um ponto de encontro para os blogueiros e os apaixonados de comida, o site também contará num futuro próximo com entrevistas de chefes, iniciativas diversas, intercâmbios, etc.

Por enquanto, convido-vos a visitar o site http://www.cozinhasdomundo.com/ e a registar/cadastrar os vossos blogues.

Agradeço desde já a vossa colaboração e amizade.

Um abraço,

Anónimo disse...

Perdoem-me, senhores, habituais frequentadores deste espaço de catarse e purificação da alma riomaiorense.
Não sou daqui mas vim ter aqui, a esta a que atribuiram o título de cidade. Tem esta afirmação um duplo sentido que esclareço: não sendo nativo de Rio Maior, aqui vim parar empurrado pelos caprichos da vida e aqui resido (cheguei a escrever "aqui vivo" mas substituí pelo predicado mais administrativo "resido"). No sentido mais imediatista, de facto, também não sou daqui, habitual leitor e/ou participante deste blog, mas aqui vim parar à procura de informação adicional sobre o anunciado Ciclo de Cinema a decorrer desta substituta Casa da Cultura.
É deveras impressionante! Soube, por acaso, da realização de um, que viria a ser excepcional, concerto de Jazz em torno de Dixieland. Ninguém mais me esclareceu, porque ninguém das minhas relações sabe, acerca de pormenores dos ciclos que se anunciam em panfleto de cinema, de bandas filarmónicas, de teatro, de dança, de fado e, imagine-se, um ciclo de boas compras e boas festas! Bem tento diversificar as minhas relações e insinuar-me a esta sociedade riomaiorense para me manter informado destes acontecimentos.
Sem sucesso! E parece que consultando este espaço dos três w's também não me safo! Bom, fiquei a saber que o Paulo Bento esteve em Rio Maior a fazer o curso: fiquei feliz por ele!! Até pode agora descarregar a fotografia de grupo onde aparece também um Wally meia-leca de pomposo bigode que, penso eu, não vive (nem reside!!) na cidade mas que está gasto (no asfalto) de tanto conduzir os destinos desta cidade do rio maior ("maior que as ribeiras mais pequenas", parafraseando o professor José Hermano Saraiva, quando em Maio passou por aqui para cumprimentar o colega de escola na infância).
Voltando ao senhor roda-vinte... Este, dizia eu, reside fora daqui, aposto, longe do pó, longe dos buracos, longe do tractor que esguicha água e nos borra o carro todo quando tenta disfarçar o caos em que esta cidade de Santa Engrácia se quedou.
A acrescentar aos labirínticos mas lúdicos percursos empedrados, sinalizados no gabinete de algum puto borbulhento danado para a brincadeira, aos semáforos que retardam mas metropolizam o trânsito citadino, e às vias anarquicamente cortadas, encontro-me em condição de, à medida que me desloco na minha viatura (que não é todo-o-terreno!!), ensaiar as mais elaboradas bojardas, patacoadas, blasfémias, injúrias, e obscenidades, tendo sempre o mesmo destinatário: o roda-vinte tão estimado na cidade!
E há quanto tempo, Sr. Preseidente? Desde Fevereiro?? Março?? Abre buraco, fecha buraco!! Tira pedra, põe pedra!! Aliás, esse negócio das pedras é rentável, não será, sr. presidente??
Chega!!
Já decidi: que se borrife o ciclo de cinema!
Vou continuar a viver fora daqui porque aqui não se vive! Reside-se!
... mas vou daqui (deste blog) mais aliviado! Obrigado por existires!

Obs.: Não me levem a mal esconder-me por detrás de um anónimo mas não tenho cartão do Partido e como tenho casa aberta em Rio Maior...

Related Posts with Thumbnails