quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

Encosta do Castelo (Castelo Branco)

Numa paragem a meio caminho de casa para abastecer combustível, energias e intestinos, pois as quatro horas de viagem desde a vizinha Espanha nos deixaram “esganados de traça”, resolvemos aproveitar para degustar algo nas proximidades da A23. E porque não Castelo Branco?
O rés-do-chão de um prédio de alguns andares e o aspecto exterior sem publicidade ou placares luminosos, fazia crer que, de um bar de alterne se tratava. O adiantar da hora (23.10), e o facto de ser segunda-feira, obrigava-nos a não ser muito selectivos. Entramos, e somos confrontados com uma sala enorme, de decoração inexistente, com três mesas ocupadas e empregados de cara não muito risonha. Nada de bom nos esperava. Pedimos a ementa, e só a partir desse momento é que percebemos que estávamos num daqueles locais que não devemos julgar à primeira vista.
A ementa estava recheada de opções apelativas e sugestivas. Cabrito na telha, perdiz no forno, ensopado de javali, costeleta de veado, arroz de lebre, cataplana de carne, bacalhau no barro, bucho recheado, maranhos à casa, sopa de garoupa e peixe fresco para todos os gostos.
A escolha do vinho não foi fácil, tal era a variedade de uma vasta garrafeira. Optámos por um tinto “Quinta do Carmo" de 96, o que nos obrigou a aplaudir e pedir um” bis”.
Como entrada: cogumelos com pimento, pataniscas de legumes, salada de mexilhão com cebolinho em vinagrete, e courgette panada. Elaborados cuidadosamente, mas servidos num só prato, o que elimina a possibilidade de uma apreciação coerente, devido á miscelânia de sabores.
Seguiu-se a escolha do prato principal. Como as dúvidas eram muitas, a nossa escolha recaiu em pratos que nem todos os dias temos oportunidade de devorar. Eu, optei pelo arroz de lebre. O meu companheiro de repasto pediu perdiz no forno.
A perdiz estava soberba. Bem temperada e igualmente confeccionada, ao ponto de a podermos desfazer com a parte lateral do garfo. Mas, as batatas fritas em cubos perderam a “piada” toda por virem ensopadas com o molho da perdiz. O que fez com que ficassem moles. Tal qual a carne de porco à alentejana quando as batatas ficam ensopadas de “molhanga”, que eu particularmente não gosto, porque nem parecem batatas fritas, nem cozidas. Gosto sim, de batatas fritas aos cubos que sejam estaladiças por fora e bem cremosas no seu interior.
Por outro lado, a lebre estava divinal. O arroz, com uma cozedura irrepreensível, encorpado pelos fluídos da lebre, regado com azeite de qualidade e com um ligeiro travo a carqueja e vinagre digno de nota. Valeu o dia e a viagem.
Apesar de não ser o meu tipo de pão predilecto, pois o meu tipo de pão favorito é típico do Ribatejo e norte da Estremadura, o pão serrano que nos foi servido, tendo em conta a tipicidade da panificação da região, merece uma nota muito positiva.
Nas sobremesas a variedade também é muita. Desde doçaria regional, fruta, gelados, entre outras iguarias. Mas nós, aproveitamos para "gastar" o que restava de pão e vinho, com queijo da serra e queijo amarelo de Castelo Branco
O serviço é muito dado a paneleirices próprias de almoços de casamento - como por exemplo - as mãos atrás das costas (qual jogador de futebol quando se dirige ao árbitro) ou então, guardanapos em formato de pomba e aguardente velha aquecida no vapor da máquina de café. Com tanta paneleirice descuram alguns pormenores, como: o copo ideal para servir vinho tinto; reposição e atenção ao que vai faltando na mesa; saber que ingredientes compõem o arroz de lebre, para além de lebre; ou, conseguir responder á pergunta “de onde é o pão” sem dizer “oi?”.
Nota muito negativa para a música ambiente. Só faço esta referência porque, pela primeira vez, senti que era demasiado incómoda para passar ao lado de um reparo.

Detrás da orelha: Arroz de lebre
Desenxabido: Batata frita em cubos
Pontuação: Come-se
Preço: Em conta

Encosta do Castelo, Urbanização Encosta do Castelo, Lote 19, r/c (Castelo Branco). Tel. 272 327 308

1 comentário:

Sofia Catarino disse...

Dica tua é Bingo na certa! Temos que lá ir é todos...

Related Posts with Thumbnails